A cidade de Laguna, distante 50 quilômetros de Gravatal, é uma das principais atrações turísticas de Santa Catarina. E essa característica se dá não apenas pelas belas praias e belezas naturais, mas também por ser quase um museu a céu aberto, com casario colonial que faz o visitante viajar no tempo.

Foi em Laguna que nasceu uma das mais importantes personagens da História do Brasil: Anita Garibaldi. Você conhece a história dessa heroína?

 

A história da “Heroína dos Dois Mundos”

Anita de Jesus Ribeiro, conhecida como Anita Garibaldi, nasceu em Laguna, no dia 30 de agosto de 1821. Filha de Bento Ribeiro da Silva, um modesto comerciante da cidade, descendente de família portuguesa vinda dos Açores, e de Maria Antônia de Jesus.

Com a morte de seu pai, Anita casou-se com o sapateiro Manuel Duarte de Aguiar, no dia 30 de agosto de 1835, com apenas 14 anos. O casamento durou apenas três anos, quando o marido se alistou no exército imperial e Anita voltou para casa de sua mãe.

Em 1839, Anita conheceu Giuseppe Garibaldi, general italiano. No ano de sua chegada ao Brasil, eclodiu no Rio Grande do Sul um movimento Republicano, chefiado por Bento Gonçalves da Silva. Ao tomar conhecimento da revolução, Garibaldi apoiou a causa e a República de Piratini colocou à sua disposição um veleiro, doze homens e alguns fuzis. Durante a Guerra dos Farrapos, Garibaldi executou diversas façanhas, entre elas, tomou a cidade de Laguna, ampliando os limites da República.

Anita, já unida a Garibaldi, participou ativamente do combate em Imbituba e da batalha de Laguna, onde carregou e disparou um canhão. Durante a Batalha de Curitibanos, Anita foi capturada pelas tropas do Império. Grávida de seu primeiro filho foi informada que seu marido havia morrido. Inconformada, conseguiu fugir a cavalo e saiu a sua procura, localizando o marido na cidade de Vacaria.

No dia 16 de setembro de 1840 nasceu seu filho Domênico Menotti. O casal teve mais dois filhos, Teresita e Ricciott. Em 1842 casam-se na paróquia de San Bernardino, em Montevidéu. Nesse mesmo ano eclodiu a guerra contra a Argentina, onde Garibaldi comandou a frota uruguaia.

Anita Garibaldi faleceu em Mandriole, Itália, no dia 04 de agosto de 1849, aos 27 anos de idade.

Museu de Anita Garibaldi

Museu Casa de Anita. Foto: Divulgação/Santur.

A casa onde Anita Garibaldi viveu em Laguna é hoje um museu, aberto em 1978 e conta a história da ilustre moradora. O local preserva móveis e utensílios antigos, amostra de terra da sepultura italiana da heroína, em Ravena, e o mastro do navio no qual Anita deixou Laguna, em 1839.

Por sua importância na história brasileira, Anita Garibaldi nomeia avenidas, ruas e escolas por todo o Brasil. Em 2012, foi inaugurada a ponte Anita Garibaldi, sobre a Lagoa do Imaruí, ligando a cidade de Laguna ao continente. Dessa forma, saindo de Gravatal, a viagem pela história começa antes mesmo de chegar a Laguna.

 

Hotel Internacional Gravatal – Termas do Gravatal