Um fim de semana incrível para os amantes de um bom vinho, em um lugar nostálgico e arrebatador. Assim foi a primeira edição do Festival de Vinhos de Verão, no Hotel Internacional Gravatal. O evento foi realizado entre os dias 08 e 10 de fevereiro.

No primeiro dia do Festival, um workshop sobre espumantes, guiado pela sommelier Marcia Amaral, abriu a programação – neste momento restrita aos hóspedes. Marcia tem formação como sommelier internacional pela FISAR e Nível 3 avançado pela WSET. É a idealizadora do Tudo do Vinho parceiro do evento – e, além de uma amante da bebida, atua como prestadora de serviços nas áreas da educação, cultura, treinamento e entretenimento, cuja temática principal é o vinho.

No sábado, dia 09, o festival abriu as portas e contou com degustação e comercialização de vinhos e espumantes de quatro vinícolas de regiões distintas de Santa Catarina.

De São Joaquim, a Villa Francioni trouxe um pouco da paixão pela arte da vinicultura e o diferencial dos vinhos produzidos no Estado – os vinhos finos de altitude. A vinícola produz vinhos em três linhas de produtos: Aparados, Joaquim e VF, que resultam, por ano, em mais de 150 mil garrafas entre espumantes, vinhos brancos, tintos, roses, além dos vinhos de sobremesa.

A Vinícola Abreu Garcia, de Campo Belo do Sul, também se destaca na produção dos vinhos finos de altitude. A vinícola está situada a 950 metros acima do nível do mar, onde são cultivadas sete tipos de uvas, matéria-prima na criação de vinhos brancos, tintos e espumantes que trouxe para o Festival.

De Tangará, a Panceri Vinho & Cultura, também foi parceira do evento no Hotel Internacional Gravatal. Há quase 30 anos, a vinícola mantém a tradição do cultivo da uva e da elaboração de vinhos e trouxe para o festival seus produtos de excelência.

Do Vale da Uva Goethe, a Vigna Mazon – da cidade de Urussanga – foi mais uma parceira que contribuiu para o sucesso do Festival de Vinhos de Verão do Hotel Internacional Gravatal. A vinícola trouxe para o evento seus principais rótulos, entre os quais se destacam os vinhos, frisantes e espumantes da uva Goethe.

E quem é apreciador de um bom vinho já deve ter ouvido, ou até pronunciado, a frase clássica: “onde há uma garrafa de vinho, há uma jarra de água”, não é mesmo? A água é o acompanhamento ideal para esse tipo de bebida.

Entre os parceiros do festival, uma das três melhores águas do mundo também marcou presença: a Água Mineral Gravatal, premiada durante a Termatalia – Feira Internacional de Turismo Termal, Saúde e Bem-Estar, no último ano.

Para a gerente comercial do Hotel Internacional Gravatal, Na Menegari, o principal objetivo do Festival de Vinhos é proporcionar aos hóspedes, de várias regiões do país, experiências com produtos regionais.

“Os vinhos de altitude, produzidos na região da serra catarinense, São Joaquim e outras cidades, além dos vinhos de uva Goethe, são produtos importantes para a região sul. Além de oferecer aos hospedes essa experiência com bons produtos locais, o hotel também foca na integração do turismo”, destaca Na Menegari.

A primeira edição do festival agradou os apaixonados pela bebida. De acordo com a gerente, novas edições do evento já estão sendo programadas.

“A ideia é fazer novas edições, o que deve acontecer nos próximos dois meses. Em especial no inverno, já que no Brasil as pessoas tem o hábito de tomar mais vinho quando as temperaturas diminuem”, destaca.

-Equipe Hotel Internacional Gravatal