Inaugurado em 1978, o Hotel Internacional Gravatal completou 39 anos de fundação no dia 27 de outubro. A data foi marcada por comemorações e pelo anúncio de novos planos de expansão a partir de 2018. O objetivo da diretoria é levar o hotel ao patamar de referência nacional em hospitalidade e contribuir para o crescimento econômico e sustentável do município de Gravatal.

Segundo o diretor-geral do empreendimento, Pedro Zappelini, o hotel iniciou os investimentos há dois anos com a reforma de 118 apartamentos. No total, R$ 1,5 milhão foi empregado na modernização de todas as unidades que ganharam novo mobiliário e equipamentos como TVs de LED, ar-condicionado split, iluminação sustentável e frigobar.

“O próximo passo será a reestruturação completa da área de lazer e das piscinas externas e coberta, banheiras e duchas. Esta fase será iniciada em 2018. Queremos alcançar a excelência em hospitalidade em todos os sentidos, da infraestrutura ao atendimento”, garante.

O maior empregador da cidade também aposta na qualificação e treinamento do staff. Além de aulas gratuitas de inglês, oferecidas aos 110 colaboradores de todos os setores, o hotel também mantém uma política de incentivo ao estudo com a participação da equipe em eventos e cursos na área de hotelaria, hospedagem e gastronomia.

Para Zappelini, os investimentos têm gerado bons resultados, tanto em satisfação do cliente como na taxa de ocupação, estimulando o potencial turístico da cidade.

“Estamos com taxa média de ocupação de 63%, chegando a 100% em feriados e datas comemorativas. Já a média nacional é de 55%. Os números mostram que estamos no caminho certo. Quanto melhor atendemos nossos hóspedes, maior será sua satisfação e mais turistas atraímos para a cidade. É o ciclo virtuoso do crescimento”, defende.

Com pouco mais de 11 mil habitantes, Gravatal tem uma economia baseada, principalmente, na atividade turística. Cerca de 80% do PIB é gerado pelos hotéis e estâncias termais que recebem turistas do Brasil e América Latina. A fonte de águas termais, reconhecida como a segunda melhor do mundo em propriedades terapêuticas, é o carro-chefe do turismo local.