A meteorologia indica que o inverno 2017 deverá ser um dos mais frios dos últimos anos na Serra Catarinense.

Quem curte o frio e a beleza da montanha poderá aproveitar as férias de julho ou os demais meses do inverno para visitar a região mais fria do Brasil. Para o visitante, é quase certa a possibilidade de curtir a neve que todos os anos tinge de branco o verde das araucárias e congela as águas das muitas cachoeiras espalhadas pelos imensos paredões e cânions da região.

De carro e por conta própria, pode-se programar passeios românticos, eco aventura e contato extremo com a natureza. Além disso, subir de carro ou moto pela incrível estrada da Serra do Rio do Rastro, com suas curvas e paisagens de tirar o fôlego, torna o passeio imperdível!

Estrada da Serra do Rio do Rastro: 15 km. de curvas e paisagens incríveis

Uma vez no alto da Serra, você poderá aproveitar uma aventura contemplativa em meio à natureza preservada, um verdadeiro refúgio e ponto de partida para os diversos atrativos da região, entre eles, 35 cachoeiras, muitos rios e um roteiro de visita aos nove cânions espalhados pela serra no território das cidades mais frias do Brasil: Bom Jardim da Serra, Urubici e São Joaquim.

Cânions na Serra Catarinense: visual imperdível

Um dos atrativos mais visitados da região é o Morro da Igreja, distante 30 km do centro de Urubici seu   acesso é feito por uma estrada exclusiva a partir da rodovia. O atrativo, além de ser um dos locais mais frios do Brasil, é o ponto habitado mais alto da região sul. Está a 1822 metros acima do nível do mar e, durante o inverno, é onde a neve costuma ocorrer com maior frequência. Lá de cima pode-se também avistar a Pedra Furada, uma formação natural de rochas com 30 metros de circunferência.

Pedra Furada: destaque na paisagem para quem visita o Morro da Igreja.

Quando estiver a caminho do Morro da Igreja aproveite para visitar a Cascata Véu de Noiva. Na estrada de acesso existem placas que indicam como chegar ao lugar que  fica há menos de 1 km. Muito bonita e relaxante, ela tem 62 metros de altura, com a água escorrendo pelo paredão de pedras.

Cachoeira Véu da Noiva em Urubici: beleza que encanta o visitante

Atenção: a visita ao Morro da Igreja é controlada e as autorizações para visitação devem ser retiradas na sede do Parque Nacional de São Joaquim.

Os roteiros de enoturismo pelas vinícolas locais para degustar o melhor vinho de altitude do Brasil e experimentar opções da gastronomia serrana também fazem parte dos passeios disponíveis para quem visita o destino. Entre elas estão a Villa Francioni e a Vinícola Monte Agudo. As visitas podem ser agendadas no site de cada uma delas.

Onde ficar:

Uma boa dica é ter como base Termas de Gravatal, estância hidromineral localizada entre o litoral e a Serra Catarinense. Como melhor opção de hospedagem no local está o Hotel Internacional Gravatal, que com sua imensa estrutura, piscinas termais e muitas atividades de lazer complementam os passeios pela região.No próprio hotel, se o visitante preferir, poderá fazer reservas para os passeios acompanhados de guias especializados e transporte.

Hotel Internacional Gravatal: piscinas  com água quentinha direto da fonte

Serviço:

Hotel Internacional Gravatal: www.hotelinternacionalgravatal.com.br            Tel.: (48) 3648-8100

Parque Nacional de São Joaquim para agendar a visita ao Morro da Igreja: tel.: (49) 3278-4002

Tribo da Serra: organiza expedições de eco turismo com guias especializados. www.tribodaserraeco.com.br/                                  Tel/whatsapp: (49) 9 9116-1304

Vinícola Villa Francioni:  https://villa-francioni.reservio.com/                           Tel.:(49) 3233-8200

Vinícola Monte Agudo: (49) 9985 1446 / 9969 9777
https://www.facebook.com/VinhedosdoMonteAgudo/